Raio gourmetizador

Publicitários descobriram que se eles colocassem a palavra “gourmet” em qualquer alimento, poderiam inflacionar o preço final em 500% – e as pessoas pagariam. E ai o termo “gourmet” passou a acompanhar qualquer coisa, de empreendimentos imobiliários a eventos, que quisesse se posicionar como um produto ~~~diferenciado~~~, feito para ~~~pessoas diferenciadas~~~. Esse ano, se até apartamento ganhou varanda gourmet, o bolovo dificilmente escaparia. Em novembro, a gourmetização virou esse meme da imagem abaixo, com uma página do Facebook que mostra dezenas de exemplos em que o raio gourmetizador mudou totalmente a descrição e o preço de alguma coisa.

http://youpix.virgula.uol.com.br/retrospectiva-2/retrospectiva-comportamentos-2014/

Coca-Cola faz ação com catadores e distribui presentes em São Paulo

A  Coca-Cola promoveu ação com os catadores da cidade de São Paulo e transformou os trabalhadores em ajudantes de Papai-Noel. As carroças viraram trenós decorados, repletos de presentes, distribuídos no Centro da capital paulista. A iniciativa teve como base a campanha de Natal “Faça alguém Feliz”. O vídeo “Trenó de Rua”, que começa a ser veiculado nesta segunda-feira na internet, foi criado pela agência David e visa exaltar o trabalho dos catadores, que têm importante papel na cadeia de reciclagem, mas que muitas vezes não são valorizados pela sociedade. A marca apoia mais de 400 cooperativas de recicláveis brasileiras.

Nas imagens é possível acompanhar a alegria dos catadores, que vestidos com roupas especiais, empurram o carrinho iluminado e surpreendem a população com a entrega das lembranças. O filme foi gravado na noite do dia 12 de dezembro e fez com que muitas pessoas parassem seus afazeres para acompanhar a ação, que também tem o objetivo de incentivar a realização de pequenas ações que façam a diferença na vida de alguém. Assista ao vídeo da ação:

Por Roberta Moraes, do Mundo do Marketing | 22/12/2014

http://www.mundodomarketing.com.br/ultimas-noticias/32502/coca-cola-faz-acao-com-catadores-e-distribui-presentes-em-sao-paulo.html

Brasileiro quer ganhar smartphone conclui pesquisa

O brasileiro deseja ganhar um smartphone neste Natal, mas pretende comprar roupas, que são itens de menor valor, para dar de presente. O desencontro entre as expectativas de quem vai dar e receber presentes aparece numa pesquisa nacional feita na segunda semana deste mês com 3 mil pessoas que compram tanto em lojas físicas como no varejo virtual.

Na lista de compras, as roupas lideram a preferência dos consumidores com dois terços das intenções (66%), seguidas pelos smartphones, com 16,4%, aponta a enquete feita pela NetQuest, a pedido do site comércio eletrônico MercadoLivre. No entanto, na lista dos presentes mais desejados, o quadro é bem diferente. As roupas ficam na segunda posição, com 15,2%, atrás dos smartphones (18%).

“Há uma inversão de posições quando se compara a lista de compras com a lista de desejos de presentes. São as duas faces da mesma moeda”, afirma Leandro Soares, diretor de Marktplace do MercadoLivre. Ele considera natural as pessoas desejarem os presentes de maior valor, mas ressalta que há dois fatores objetivos que contribuem para que as roupas liderem as intenções de compra. O primeiro é o preço, geralmente menor em relação a outros itens, como eletrônicos. O outro fator diz respeito a facilidade de acertar na escolha.

O smartphone também é o item mais desejado como presente nas regiões mais pobres do País. No Norte e

Nordeste, o produto aparece com 22% e 23%, respectivamente, na preferência dos brasileiro, superando de longe as roupas, com 10% em cada uma das regiões. Já as regiões mais ricas – Sudeste, Sul e Centro-Oeste – concentram a preferência pelas roupas como presente recebido.

Na avaliação de Soares, essa aparente contradição é explicada pelo fato de o smartphone ser hoje a porta de entrada para a internet para boa parte do brasileiros. “Eles não têm computador, mas possuem smartphone.” O executivo lembra que há hoje smartphone com preço acessível, na faixa de R$ 250. Um dado que, segundo Soares, comprova que o smartphone é a porta de entrada para a internet para uma parcela dos brasileiros é que um terço das pessoas cadastradas no seu site no último semestre, por exemplo, fizeram esse procedimento por meio de um smartphone.

Um resultado que chama a atenção na pesquisa deste ano é que pela primeira vez os brasileiros demonstraram que desejam ganhar dinheiro neste Natal, não produtos. De acordo com a pesquisa, 8,9% informaram que gostariam de ser presenteados com dinheiro vivo, o terceiro item mais desejado, depois dos smartphones e das roupas, sinal de tempos bicudos.

Projeções feitas por várias entidades do comércio indicam que o volume de vendas neste Natal não devem ter forte expansão em relação à mesma data do ano passado: as estimativas de crescimento variam entre 1,5% e 2,3%.

Gastando mais ou menos e até desejando receber o presente em dinheiro para quitar as pendências, a pesquisa mostra que o Natal continua sendo a principal data para o varejo, apesar da conjuntura econômica. Neste ano, 93% dos entrevistados informaram que pretendem presentear alguém neste ano. Deste total, 32,5% planejam presentear mais de cinco pessoas; 19%, três pessoas e 13%, uma única pessoa. Apenas 7% dos entrevistados não comprarão presentes.

Em relação ao valor médio das compras, quase a metade (46%) dos brasileiros pretende desembolsar R$ 100 por presente e 20%, entre R$ 101 e R$ 200. No ano passado, a intenção de gasto médio superava R$ 100 e, em 2012, o gasto médio era de até R$ 100.

(O Estado de São Paulo)

http://www.gsmd.com.br/pt/noticias/mercado-consumo/brasileiro-quer-ganhar-smartphone-conclui-pesquisa

Michel Maffesoli na Lusófona do Porto

DSC_8404

Com uma forte ligação a Portugal e ao Brasil, o sociólogo é reconhecido pelo outro olhar que traz à sociologia e pela sua perspetiva polémica sobre os assuntos que aborda.

Investigador titular da Sorbonne em Paris, incidiu sobre as questões controversas da pós-modernidade, referindo que há um desencontro entre as pessoas e as instituições, isto é, que as pessoas não se identificam com a instituição em que se inserem. Para tal, sugere que haja um ajustamento de modo a definir as relações.

O termo progressismo está, na ótica do professor, em fase de saturação, como tal, os humanos devem encontrar as palavras para dizer o que vivem. Assim, deve haver um ingresso ao invés de um progresso; uma energia interior vinda do espírito, uma ecosofia, propõe.

A noção de tribo urbana, estudada por Michel Maffesoli, foi mencionada pelo mesmo com menção aos sites, blogs, redes sociais e as suas implicações nas representações coletivas a par da sociabilidade e de uma crescente lógica comunitária que atravessa as sociedades ocidentais.

As pequenas tribos, microcomunidades, como explicita o próprio, estão mais presentes e isso pode verificar-se não só nos movimentos revolucionários como a Primavera Árabe e os Indignados de Madrid, mas também nas seitas cristãs (pequenas igrejas) que estão em comunhão umas com as outras, em sintonia.

Passando pelo que é real até ao surrealismo, o sociólogo enalteceu a importância do mito pós-moderno, da cibercultura que está a passar por uma nova fase: a remitologização do mundo.

A referência a autores como Émile Durkheim, Max Weber, Georg Simmel, Thomas Kuhn, entre outros, esteve presente no decurso da palestra do pensador.

O conferencista refletiu por fim sobre a possibilidade do reencantamento do mundo e sobre o saber coletivo, dando o exemplo da wikipédia, que cada vez mais liga o individuo ao coletivo, criando uma nova dimensão: a meso cósmica, em que a técnica liga o microcosmos (saber individuo) para o macrocosmos (saber coletivo).

A palestra finalizou com espaço para debate entre o público presente e o sociólogo francês.

Filipa Alves – Redação LOC

http://loc.grupolusofona.pt/index.php/noticias/noticias-2014/michel-maffesoli-na-lusofona-do-porto.html

Anúncio de jornal vira caneca dobrável (e traz pó de café)

O café com jornal matinal ganhou uma nova versão numa campanha da marca Nescafé em Paris. A ação de maketing encartou um anuncio que se transforma num par de canecas dobráveis e também traz, de quebra, o pó de café solúvel para os leitores.

O vídeo abaixo mostra o funcionamento da campanha, que promete não precisar de nada além de água quente para dar certo. A segurança das canecas pop-ups em meio à água fervente também está garantida, diz a marca.

A ideia foi criada para promover o novo slogan global do produto, “Tudo começa com um Nescafé”. Em junho deste ano, a fabricante Nestlé anunciou um projeto de reposicionamento para o café solúvel, que ganhou uma nova identidade visual – pela primeira vez unificada nos 180 países onde é vendido

Assista abaixo como funcionou a ação

21/07/2014

http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/anuncio-de-jornal-vira-caneca-dobravel-e-traz-po-de-cafe

Smartphone é principal meio de acesso à internet em casa

O celular já é o principal meio de acesso à internet em casa, no Brasil, segundo a 14ª edição da pesquisa F/Radar, realizada pela F/Nazca. Dos entrevistados, 52% afirmaram usar o smartphone para navegar na web, ante 42% que disseram utilizar o computador de mesa e 40%, notebook. Os tablets foram apontados por 12% das pessoas ouvidas. Cerca de 12 milhões de brasileiros acessam a internet em casa apenas pelo celular, sendo que 80,2% deles estão nas classes C e D.

O uso do smartphone para navegar na web quase dobrou nos últimos dois anos. O tablet também vem ganhando popularidade, tendo sua utilização por internautas quase triplicado neste mesmo período. Sete em cada 10 usuários acessam a rede por um dos dois gadgets, o que leva a um montante de 62,5 milhões de internautas móveis no Brasil. E o smartphone não é apenas o meio mais usado, mas é o preferido para navegar.

Esse comportamento muda o jeito de as pessoas agirem na web. Os usuários ganharam mobilidade e se tornaram mais mobilizados na internet. A maioria dos internautas (54%) já foi impactada por movimentos sociais. As redes sociais são o principal meio de contato com essas organizações. O conteúdo trocado pelos grupos contribui para a mudança de opinião a respeito de algum problema social, segundo 51% dos entrevistados

por Renata Leite, do Mundo do Marketing | 18/12/2014

http://www.mundodomarketing.com.br/ultimas-noticias/32474/smartphone-e-principal-meio-de-acesso-a-internet-em-casa.html

Natura lança site feito à mão, sem uso de Photoshop

A Natura desenvolveu um site sem recorrer ao Photoshop, usando apenas fotografias de elementos reais na composição. Até os botões foram feitos manualmente. Há frutas, grãos, terra e madeiras esculpidas, tudo para mostrar o quão naturais são os produtos da fabricante. A página apresenta os sabonetes em barra da linha Ekos, com o mote “Da Floresta. Na Floresta. Para Você”.

A criação da agência digital Salve conta a história da submarca da empresa de vendas diretas. O trabalho busca ainda ressaltar o comprometimento com o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Um vídeo publicado no YouTube mostra como o site feito à mão foi preparado para a Natura Ekos. Assista abaixo:

Por Renata Leite, do Mundo do Marketing | 18/12/2014

http://www.mundodomarketing.com.br/ultimas-noticias/32472/natura-lanca-site-feito-a-mao-sem-uso-de-photoshop.html