6 casos em que as vending machines foram máquinas de marketing para a Coca-Cola

28 de Agosto de 2017  

as

A Coca-Cola é uma das principais entusiastas das vending machines, por isso ela é uma das empresas que mais têm unidades à disposição dos clientes e busca com frequência formas   inusitadas de viabilizar esse modelo de consumo. Antenada com o que acontece de mais moderno pelo mundo, a companhia criou recentemente uma máquina que por meio de uma “nuvem” global e inteligência artificial permite comprar refrigerantes para qualquer pessoa do mundo pelo smartphone.

Para mostrar como a marca transforma seus aparelhos em criativas máquinas de marketing, separamos outros cinco cases:

Máquina do abraço

Já imaginou ganhar um refrigerante apenas com um abraço? Pois essa foi a ideia da Coca-Cola em Cingapura. Na máquina, a frase “Me Abrace” ocupava o lugar do logo da marca e convidava as pessoas que estivessem passando a dar abraços.

Máquina da felicidade

Nesta máquina instalada em uma escola nos Estados Unidos, a pessoa que passasse por ela e comprasse uma Coca-Cola recebia além da bebida, brindes como mais refrigerantes, sanduíches e até mesmo coisas inesperadas, como flores e bichos de bexiga.

Máquina da Gratidão

A mecânica de funcionamento é simples. O consumidor escolhe uma das três versões da garrafa de alumínio comemorativa com imagem do famoso urso e deposita no equipamento para começar a interação. A partir daí, o consumidor escolhe a quem vai presentar e grava o vídeo personalizado com vários filtros especiais de Natal.

Máquina da viagem para Ibiza

Basicamente, a marca instalou uma vending machine no centro da cidade que conversava com os pedestres. Aqueles que paravam para lhe dar atenção eram convidados para participar de uma festa que acontecia naquele mesmo momento no Ushuaia Ibiza Beach Hotel, localizado na badalada ilha espanhola de Ibiza.

Máquina da união entre Milan e Inter

A marca desenvolveu a “Fair Play Machines”, máquinas instaladas nos arredores do estádio San Siro e criadas pela McCann de Milão. Elas continham um botão e um visor. Na tela, os torcedores conseguiam ver e ouvir os rivais passando do outro lado do estádio. “Compartilhe uma Coca com um torcedor do Inter”, dizia o botão na vending machine do lado milanista. A mesma máquina pedia o contrário para os torcedores do Inter de Milão.

A linguagem universal da hashtag e seu uso na propaganda

23 de Agosto de 2017

Ganhando status de uma linguagem universal, há alguns anos as hashtags também foram abraçadas por campanhas sociais e de marca. No campo desses movimentos, destaques para #BlackLivesMatter (contra a violência direcionada às pessoas negras); #LoveNotHate (contra o crime de ódio); #BeatCancer (pelo combate ao câncer); #HeforShe (pelo empoderamento feminino) e #RefugeesWelcome (pela recepção de refugiados de guerra). Merece menção especial também a campanha #icechallengebucket, que correu o mundo para ajudar a ALS Association no apoio a pacientes com Esclerose Lateral Amiotrófica.

Quando pensamos no uso de hashtag para publicidade, algumas delas marcam não apenas uma peça ou uma campanha, mas um posicionamento ainda maior. É como se a hashtag fosse praticamente ressignificada como o slogan digital do produto. Em outras palavras, ela saiu do plano tático e virou o ponto de partida da estratégia de várias marcas. Não à toa, diversas empresas estão patenteando ou tentando patentear suas hashtags.

É evidente que a maior parte das hastags não podem e nem devem ter donos, mas em alguns casos é impossível dissociar o seu uso da lembrança da marca. Alguns exemplos são bastante emblemáticos, como #LikeaGirl, da P&G, que marca um posicionamento a favor do empoderamento feminino e foi premiadíssima em Cannes. Como pensar em #Issomudaomundo e não lembrar do Itaú, por exemplo? A mensagem neste caso é essencial para tirar da figura do banco aquela austeridade do ambiente das agências e dizer que a marca quer de algum jeito fazer diferente.

Também é impossível não mencionar a #VempraRua, que começou com uma campanha da Fiat e curiosamente virou quase que uma espécie de hino de protesto durante as manifestações pelas ruas brasileiras. Outra que refletiu um posicionamento muito estratégico é #beautyinside, da Intel. Os trabalhos que carregam essa hashtag também são premiadíssimos nas campanhas criadas pelo brasileiro PJ Peireira, da Pereira O´Dell. Para fechar, um último exemplo é #ImLovinIt, do Mc´Donalds, um caso um pouco mais simples de uso, que apenas arrasta para o meio digital um posicionamento que há anos reflete o “lifestyle” da marca no tradicional “Eu amo muito tudo isso”.

Lembrando que

Para celebrar a data, o Twitter criou um emoji especial que ficará disponível durante todo o dia de hoje. Para ativá-lo, basta Tweetar com a hashtag #Hashtag10.

Curtiu a matéria?

Então pega esse vídeo bônus:

Renato Rogenski

http://adnews.com.br/adcontent/adyouth/linguagem-universal-da-hashtag-e-seu-uso-na-propaganda.html

Internet é fonte importante de informações antes das compras, aponta Kantar IBOPE Media

23 de Agosto de 2017  

loja

De acordo com o TG.Net, estudo online da Kantar IBOPE Media sobre o comportamento e os hábitos de consumo do internauta, 64% dos entrevistados que acessaram a internet nos últimos 7 dias acreditam que “consultar as opiniões de outras pessoas na internet ajuda a tomar decisões sobre compras importantes”. Antes de comprar algo, por exemplo, 73% dos internautas afirmam que recorrem à internet para se informar e 71% concordam que a internet oferece informações sobre produtos ou marcas que não estão disponíveis em outro lugar. A facilidade das compras online também é um atrativo: 38% dos entrevistados acham que a conveniência da internet é mais importante que o preço.

O levantamento aponta, ainda, que a internet já é utilizada por 71% das pessoas nas principais regiões metropolitanas. Para os internautas, além das compras (65%), a internet é importante para o entretenimento (71%) e a comunicação (54%). Entre os usuários de internet nos últimos 7 dias, as mulheres são maioria ( 53%). Os jovens adultos, entre 25 e 34 anos, são os mais conectados.

A frequência do uso da internet impressiona. Entre os internautas que acessaram as mídias sociais no último mês, 43% checaram seus perfis cinco vezes por dia ou mais. Quase metade dos entrevistados afirmaram que se sentem perdidos sem seus smartphones e celulares (49%). O interesse também é grande para aplicativos: 49% dos internautas baixaram apps nos últimos 30 dias. Entre os mais usados estão os aplicativos de mensagens instantâneas, mídias sociais e internet banking.

http://adnews.com.br/internet/internet-e-principal-fonte-de-informacoes-antes-das-compras-aponta-kantar-ibope-media.html

Youtube anuncia a exibição dos vídeos na vertical em tela cheia

23 de Junho de 2017 14h – Atualizado às 14:23

youtubiu

O YouTube anunciou novidades no seu aplicativo. Enquanto a plataforma consegue reproduzir vídeos verticais em modo de tela cheia há alguns anos, a atualização permite que o aplicativo exiba melhor o vídeo vertical, no mini-player, o que significa que você pode rolar para baixo e ver comentários ou vídeos relacionados. Na verdade, o YouTube diz que o vídeo irá “se adaptar dinamicamente a qualquer tamanho que você escolher para assistir”, então outros índices também verão uma melhoria (como assistir a um vídeo em um tablet de 3:2).

Outra novidade é a ferramenta que possibilitará uma nova forma para compartilhar e comentar – em tempo real – no próprio Youtube. Nela, você poderá interagir com seus amigos, enviando vídeos e trocando mensagens, como no WhatsApp, sem precisar sair do Youtube. A empresa anunciou ainda que os usuários da América latina serão os primeiros a receber a função.

 

KFC dá baldes para quem deixa celular na loja

11 de Agosto de 2017 14h – Atualizado às 14:30

sda

Após ter sido bem recebido na Europa, o KFC traz para o Brasil, por tempo limitado, o Chicken Share, nova opção de balde de frango para ser compartilhado entre duas pessoas. E, para marcar esse lançamento, a rede preparou uma ação inusitada para seus consumidores.

No dia 28 de julho, os atendentes da unidade no Shopping Santa Cruz (SP) surpreenderam os clientes que chegavam à loja com uma proposta ousada: deixar o celular de lado e dividir aquele momento com outra pessoa, fosse um amigo ou um desconhecido. Quem estivesse sozinho naquela hora precisaria convencer alguém na fila a participar junto. Confira no vídeo case da ativação a reação dos consumidores:

Toda a ação foi pensada em parceria com a The Heart Corporation (THC) e teve como objetivo. “Atualmente as pessoas estão cada vez mais vivendo sozinhas e de forma digital, ou seja, a interação com o outro acontece apenas por meio de smartphones e internet”, afirma Juliana Pisani, diretora de marketing do KFC Brasil

http://adnews.com.br/publicidade/kfc-da-baldes-para-quem-deixasse-celular-na-loja.html

Facebook cria dispositivo inteligente para facilitar chamadas em vídeo

02 de Agosto de 2017 1 

face

Um alto-falante touchscreen conectado ao lar está em fase de testes pelo Facebook. O dispositivo de tela sensível (do tamanho de um lap top) foi projetado para ajudar as pessoas a fazerem chamadas de vídeo da sua casa no que aparentemente é um “pézinho” da rede social na Internet das Coisas. O recurso permite que a câmera explore automaticamente quem estiver ao seu alcance e foque nela(s), disse uma das fontes. Por exemplo, a câmera pode ampliar uma pintura que uma criança trouxe para casa da escola para mostrar a um pai em uma viagem de negócios.

Também faz parte dos projetos em desenvolvimento uma câmera de 360 ​​graus para o dispositivo, que ainda segundo fontes é improvável que esteja pronto a tempo para o lançamento. Ambas as facilidades são desenvolvidas pelo Edifício 8 do Facebook, a nova divisão da rede social sendo liderada pela ex-Google Regina Dugan, que anteriormente liderava o grupo de tecnologia e projetos avançados (ATAP) no site de pesquisas.

Dugan falou na conferência F8 em abril. No evento a executiva disse que o objetivo era “criar e enviar novos produtos de consumo que definissem categorias que sejam sociais em primeiro lugar”. Falou sobre como a tecnologia facilitou a conexão, mas também como confinou pessoas em seus telefones, muitas vezes deixando de interagir tanto com o mundo físico.

Ao site Bloomberg fontes indicaram quem o aparato será adaptado para a sala de estar, apresentará uma lente de câmera grande, microfones e alto-falantes que são alimentados por inteligência artificial para aumentar o desempenho. Ainda ao Bloomberg, as fontes sinalizaram que o Facebook considerou executar uma versão do sistema operacional Android em seu dispositivo e não construir seu próprio sistema operacional.

http://adnews.com.br/tecnologia/facebook-cria-dispositivo-inteligente-para-facilitar-chamadas-em-video.html

McDonald´s transforma bandeja de bebidas em caixa de som

31 de Julho de 2017 10h – Atualizado às 10:03

mc

Para comemorar o aniversário de 22 anos do Mcflurry, o McDonalds Canadá fez uma parceria com a Universidade do Grupo de Pesquisa de áudio de Waterloo e designers industriais para desenvolver o McDonalds Boombox. O alto-falante portátil ficou disponível por um dia em um evento em Toronto e serviu bebidas e o sorvete em bandejas descartáveis, compatíveis com smartphones. Não há informações, por enquanto, se a rede pretende ampliar o alcance da invenção ou mesmo implementar a novidade em outros países.