Novo iOS permitirá abrir e fechar portas pelo celular

iphone

A Apple se tornou mundialmente conhecida com o iOS. A empresa divulgará a atualização do sistema no próximo Worldwide Developers Conference (WWDC) que ocorre no dia 4 de junho. Desta vez, os produtos da marca facilitam a abertura e fechamento de portas através de um sistema sem contato humano.

Segundo o portal The Information, a instituição desenvolve projetos com a HID Global, especializada em sistemas de segurança, para introduzir recursos de comunicação de campo próximo (NFC). A nova versão do sistema permite que os aparelhos funcionem para abrir e trancar cômodos sem o uso das mãos.

O chip NFC já é usado para o Apple Pay, porém funcionará mesmo quando o telefone estiver bloqueado, o que permite ao usuário acessar a ferramenta sem abrir um aplicativo. No momento, é possível que os usuários desbloqueiem portas inteligentes por meio do bluetooth, mas isso requer que o programa seja aberto em um telefone desbloqueado.

A loja do estado da Califórnia, na cidade de Cupertino, espera usar a tecnologia NFC para substituir os cartões de transporte. Juntamente com a fabricante de cartões de trânsito Cubic, a Apple pretende transformar o iPhone em uma facilitadora de transporte para pessoas do mundo todo.

http://adnews.com.br/tecnologia/novo-ios-permitira-abrir-e-fechar-portas-pelo-celular.html

O poder da “tela pequena”, o poder do Smartphone

celular

O smartphone se tornou um elemento quase orgânico que, com criatividade, podemos utilizá-lo para estratégias de comunicação e inteligência de marketing.

Dados do IBGE, na Pesquisa Nacional por amostra de domicílios contínua, mostram que o celular e o televisor, por meio dos aparelhos smart, se tornaram os principais meios de acesso à internet. Em 2017, em relação a 2016, cresceu em 800 mil o número de domicílios com celular, alcançando 92,7% do total de lares. Esses números mostram a importância de manter a comunicação com o consumidor pela tela que está à mão no dia a dia de grande parte das pessoas.

Antes de falarmos sobre estratégias para engajar melhor usuários desta pequena tela, faço uma pergunta simples e que você já deve ter ouvido várias vezes: Quanto tempo por dia você fica conectado) à Internet através do celular? Certamente responderia: desde a hora que acordo até a hora de dormir.  Prova disso está no estudo The Global Mobile Report, realizado pela comScore, que indica que o mobile representa 73% do tempo online do brasileiro. E a tendência é aumentar pois, ainda de acordo com o estudo, a audiência exclusivamente mobile no Brasil cresceu 7% em 2017 em relação ao ano anterior.

Se sua marca quiser criar um canal efetivo de comunicação com o seu público, através desta grande pequena tela, ela precisará estar inserida também nesta nova realidade.  É importante pensar em ações que explorem este comportamento e aspectos, que garantirão que sua mensagem não só será vista, mas lembrada e que levará a algum tipo de ação, lançando mão de alguns recursos fundamentais: o uso de uma linguagem adequada e que seja coerente com todos os aspectos que envolvam o consumo desta mídia. Deve-se considerar a disponibilidade das redes de alta velocidade (WiFi, 4G, 5G), o formato e a duração – quando for vídeo – e também pensar em soluções criativas implícitas em qualquer ação de marketing de sucesso.

Se a sua companhia ainda está em fase inicial no mundo da mobilidade, o principal pensamento que deve ter é como encontrar seu público-alvo e engajar pessoas para dentro do seu universo por meio do celular.  Para isso, não é necessário criar ações isoladas e, sim, integradas a outras plataformas e outras telas. Ações de mobile marketing têm trazido muita oportunidade de campanhas criativas com geração de resultados positivos quando integradas às outras mídias.

A L&G, por exemplo, inovou em sua campanha com uma estratégia 100% digital para o lançamento da OLED TV, utilizando um plano de comunicação que trouxe seu público mais próximo da marca.  Uma das estratégias desta campanha no mobile foi aproveitar a geolocalização para enviar um mapa ao consumidor avisando que ele estaria perto de um dos revendedores da marca. Para a L&G, essa aposta foi muito bem planejada, já que 70% das considerações de compra são realizadas pelo celular.

Os caminhos para conseguir alcançar esses resultados aconteceram devido a algumas boas práticas e aprendizados combinados com campanhas de vídeos online. Alguns exemplos que podem ser analisados:

  • É importante criar uma estratégia de vídeo especialmente para o universo online.
  • Os flights (padrões de exposição) são diferenciados de acordo com o conteúdo e o público.
  • A timeline do consumidor não é vertical, ela é perene e multidimensional.
  • Importante manter uma DMP (Data Management Platform) na etapa do planejamento e execução.
  • Seleção de veículos de mídia por objetivos, que irão contribuir com uma parte do KPI de uma campanha e essa distinção, deve ser feita no plano de mídia.
  • Usar recursos de rede social para amplificar a cobertura.

Espectadores no mobile estão mais propensos a compartilhar e desenvolver uma conexão maior com as marcas. Quem conseguir responder às necessidades de forma estratégica ao mobile, conseguirá atingir – ou até mesmo superar – os resultados esperados.

*Riza Soares é formada em Publicidade com MBA em negócios e em economia social pela Fundação Dom Cabral e FIA. Desde 2013 está à frente da operação da smartclip no Brasil, empresa global de mídia online, focada na distribuição de publicidade em vídeo através de múltiplas plataformas e devices.

http://adnews.com.br/tecnologia/o-poder-da-tela-pequena-o-poder-do-smartphone.html

Sam’s Club lança app com funcionalidade inédita no varejo brasileiro

sam's

O Sam’s Club, clube de compras do Walmart, anuncia o lançamento de um aplicativo com funcionalidades que prometem agilizar o processo de compras. Pelo menos de quem é sócio da rede. O app pode ser baixado em Android e iOS.

A ferramenta já está disponível oficialmente na loja de Tamboré (SP), onde também foi realizado o teste piloto. Ao todo foram mais de 6,2 mil downloads efetuados. A marca também constatou que quem utilizou o aplicativo para realizar suas compras registrou um aumento de duplo dígito no ticket médio em relação ao modelo tradicional de atendimento.

A novidade está ativa para clientes das unidades de todo o estado de São Paulo e, a partir do segundo semestre, irá para as lojas Sam’s Club de todo Brasil.

“Estamos disponibilizando aos nossos sócios um pacote de serviços digitais gratuitos que vão transformar o modo como se relacionam e interagem conosco que aliam praticidade, agilidade e facilidade em todas as etapas de compra”, explica Rodrigo Novelli, diretor de Marketing e Membership do Sam’s Club Brasil.

O aplicativo reúne quatro funcionalidades, sendo uma delas, a denominada Click&Go, inédita no Brasil. Com essa tecnologia, os sócios do clube escaneiam pelo smartphone os códigos de barras dos produtos adicionados ao carrinho. Na sequência, clicam em “Finalizar” para que seja exibido na tela do celular o código de barras com a identificação do usuário e o valor total da compra, o qual deve ser apresentado no caixa reservado para atendimento ao usuário do aplicativo para a realização do pagamento. Para que o recurso funcione, o Wi-Fi e o GPS do dispositivo precisam estar ativos. E o cadastramento no aplicativo e o preenchimento do número de membership também são necessários.

O aplicativo do Sam’s Club Brasil também informa com serviço de geolocalização a unidade mais próxima de onde o cliente se encontra, permite a consulta de preço de produtos na loja por leitura de código de barras e possibilita o acesso ao canal para se tornar sócio do clube de compras. Futuramente, o app ganhará duas novas funcionalidades: campanhas personalizadas de push, para comunicação de ofertas exclusivas e da preferência de cada usuário, e lista de compras sugerida baseada na recorrência e nos hábitos de consumo dos associados.

http://adnews.com.br/tecnologia/sams-club-lanca-app-com-funcionalidade-inedita-no-varejo-brasileiro.html

Samsung lança série de Branded Content para plataformas digitais

samsung

Como parte da estratégia de comunicação dos Galaxy S9 e S9+, a  Samsung lança campanha digital criada no Brasil formada por uma série de cinco filmes, que destacam as principais funcionalidades dos aparelhos, como o Super Slow-motion (Super câmera lenta), Câmera para fotos em baixa luminosidade e abertura dupla, os My Emojis (função da câmera  que permite o usuário se transformar em um Emoji), a resistência à água e os alto-falantes estéreos AKG Dolby Atmos.

Com o título “Não perca um momento”, o primeiro vídeo destaca atividades do dia a dia, como umajovem tomando banho de chuva, um cachorro tentando se secar, as manobras de uma skatista e uma criança brincando com bolhas de sabão. Todas as situações são retratadas em Super Slow-motion (Super Câmera Lenta).

“Essa nova fase da estratégia da campanha digital para os Galaxy S9 e S9+ que tem como premissa uma conexão mais intrínseca com o consumidor, especialmente millennials, por meio de ações que mostrem como a tecnologia dos nossos novos smartphones podem tornar seus momentos ainda mais memoráveis”, afirma Loredana Sarcinella, diretora sênior de marketing da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil.

A campanha, realizada pela agência Mutato, contempla um plano de mídia digital, além dos canais digitais proprietários da Samsung no YouTube, Facebook, Instagram e Twitter, e conta ainda commídia display e programática.

Ficha Técnica:

coCEOs: Andre Passamani e Eduardo Camargo
VP de Negócios: Decio Freitas
Diretora Executiva de Criação: Fernanda Guimarães
Creative Lead: Pedro Menezes
Criação: Felipe Fagundes, Alexandre Stamm, JB Junior
Diretora Executiva de Produção: Lara Kaletrianos
Production Planner / RTVc: Pedro Canuto e Jade Solano
Produtora: Iconoclast
Diretor de cena: Lua Voigt
Produção Executiva: Henrique Danieletto e Francisco Civita
Diretor de fotografia: André Faccioli
Direção de arte: Pedro Catellani (Bolo)
Finalização: Prodigo VFX
Coordenação de Pós-Produção: Dudu Mesquita
Finalizador: Georges Sakamoto
Montagem: Thalles Martins
Produtora de áudio: Satélite Áudio
Direção musical: Roberto Coelho e Kito Siqueira
Atendimento/Satélite: Fernanda Costa e Tatiane Dias Ferreira
Diretor Executivo de Estratégia: Daniel Gasparetti
Diretor Executivo de Mídia: Adriano Souza
Mídia: Angelo Oliveira, Bruna Dea, Lucas Novaes, Rossana Pikussa e Pamela Temoteo
Atendimento: Rafael Oliveira, Camila Ribeiro e Larissa D’Isep
Aprovação/Cliente: Loredana Sarcinella, Alessandra Barcala,  Monique Rodrigues e Giuliano Carneiro

http://adnews.com.br/midia/samsung-lanca-serie-de-branded-content-para-plataformas-digitais.html

Novidades sobre o Google Assistant e o futuro da busca por voz

google assistant

O Google I/O é o local onde a gigante de serviços online e software revela a maioria dos seus projetos e lançamentos para os próximos meses. Mas antes de começar a falar sobre novidades apresentadas durante os últimos dois dias, vamos voltar um ano atrás.

Em 2017, Sundar Pichai, CEO do Google, havia anunciado que a empresa não era mais Mobile First, mas sim AI First. Ou seja, a inteligência artificial seria o principal pilar estratégico do negócio. E isso se concretizou no Google I/O 2018, já que todas as novidades apresentadas tinham uma dose significativa de inteligência artificial, com destaque para o Google Assistant. Está claro que a empresa tem como objetivo ser cada vez mais pessoal, influente e essencial no dia adia do usuário.

O Google Assistant, com sua nova funcionalidade de permitir ligações reais para serviços de atendimento, foi uma das novidades mais comentadas. Para agendar um horário no cabeleireiro, por exemplo, – de forma impressionante! – o assistente consegue conduzir as conversas por telefone com extrema naturalidade, realmente se passando por uma pessoa e concluindo a tarefa solicitada.

Essa opção pode parecer pouco funcional em um mundo no qual esperamos cada vez mais fazer agendamentos por meio de apps ou sites. Entretanto, o próprio Google citou o resultado de uma pesquisa que detectou que mais de 60% dos negócios nos Estados Unidos não contam com um sistema de agendamento online. Não temos esses dados para o Brasil, mas como normalmente estamos alguns anos atrás em termos de tecnologia, provavelmente essa fatia aqui é bem maior.

Além da capacidade de fazer ligações, o Google Assistant chegou repleto de outras funcionalidades, como a disponibilidade de novas opções de voz, conversa contínua (não será mais necessário falar ‘Hey, Google!” em cada interação) e a possibilidade de conseguir realizar múltiplas-ações, como criar um lembrete e fazer uma ligação ao mesmo tempo.

Também foi anunciado o lançamento dos Smart Displays, que são uma resposta do Google ao Echo Show, da Amazon. Esses dispositivos têm como objetivo trazer uma experiência mais visual para os assistentes que ficam em casa e que, atualmente, possuem um formato de speaker. Por exemplo, se o usuário busca por uma receita, o dispositivo pode abrir um vídeo no YouTube explicando todo o passo a passo de preparação. Com o assistente no formato de speaker, isso não era possível.

Todas essas novidades do Google Assistant estão alinhadas com algumas mudanças no comportamento das pessoas e como elas se relacionam com seus dispositivos. A ComScore estima que em 2020, 50% de todas as buscam serão realizadas por voz. Consequentemente, a forma como essas pessoas irão receber os resultados também deverá mudar. Essa transformação cria um novo desafio para a área de estratégia de marketing das marcas, que devem aprender como se tornar relevantes nesse segmento.

Quando o usuário faz uma busca por voz, ele é motivado pela conveniência e pela velocidade de resposta. Além disso, segundo o Google, 70% das buscas por voz utilizam linguagem natural e não palavras-chave, como é feito na busca digitada. Portanto, a resposta esperada não é uma lista de opções, como acontece quando fazemos uma pesquisa no site do Google. O grande desafio para os assistentes pessoais é justamente conhecer a fundo seus usuários e entender o contexto de cada solicitação.

O futuro ainda é incerto em relação ao papel dos assistentes pessoais e das buscas por voz na jornada de decisão, mas com o aumento da penetração dessas tecnologias, será possível identificar em quais situações as pessoas mais recorrem aos assistentes e, então, definir estratégias de marketing que consigam se adequar a este novo cenário, da forma mais relevante possível aos usuários.

Por André Pazera, coordenador de Planejamento da NewBlue,  empresa Full Service de projetos digitais.

http://adnews.com.br/negocios/novidades-sobre-o-google-assistant-e-o-futuro-da-busca-por-voz.html

Como seria o aniversário de 100 anos do Big Mac?

mcdonalds

Recentemente o Big Mac completou 50 anos de existência. Para a comemoração, a agência TBWA Espanha criou um comercial que se passa nos anos 2068, quando o lanche completará 100 anos.

A ação é um prato cheio para aqueles que imaginam um futuro tecnológico e com uso de hologramas e projetores. O vídeo de 2 minutos se assemelha com o universo da série “Black Mirror” por explorar uma realidade high tech e movida a máquinas.

“Um pouco diferente” dos dias atuais, o vídeo mostra uma sociedade com pouca socialização e contato físico. Porém, a única coisa que permanece igual é a vontade de procrastinar no trabalho e comer um Big Mac.

A mensagem final sintetiza sobre o pensamento do McDonald’s a respeito do sanduíche: “Muita coisa pode mudar, exceto as coisas que nunca mudarão”.

http://adnews.com.br/publicidade/como-seria-o-aniversario-de-100-anos-do-big-mac.html

Relatório aponta que pagamento via mobile do Starbucks é o app mais popular do mundo

app starbucks

Segundo um relatório da empresa de marketing digital eMarketer, o app do Starbucks é a ferramenta de pagamentos online mais bem-sucedida, mesmo que ele tenha sido lançado antes de outros três principais aplicativos de pagamentos (Apple Pay, Google Pay e Samsung Pay). E as projeções continuam subindo.

Ainda conforme a eMarketer, o app será usado este ano por 23,4 milhões de pessoas com 14 anos ou mais para fazer um pagamento este ano.

Esta popularidade toda, ainda conforme a empresa de marketing digital, pode ser creditada à sua adoção antecipada, fácil navegação e uma base de clientes leais que foi incentivada por um robusto programa de recompensas.

O aplicativo Starbucks permite, por exemplo, que os usuários paguem com seus telefones e ganhem créditos para futuras compras. Esse uso é significativo: a Starbucks informou que seu sistema de pedido e pagamento móvel foi responsável por 12% de todas as transações dos EUA no trimestre encerrado em 1º de abril.

É importante somar nesta balança o fato de que o pagamento via celular da Starbucks está disponível no iOS ou no Android, enquanto os usuários do Apple Pay, do Google Pay e do Samsung Pay são restritos pelo tipo de telefone que possuem.

Além disso, o Apple Pay é aceito em mais da metade dos comerciantes dos EUA, de acordo com a eMarketer. O Google Pay, por sua vez, é menos popular, apesar de estar pré-instalado em telefones Android. A Samsung é a mais aceita – cerca de 80% dos comerciantes a possuem, estima o eMarketer -, mas é a menos popular.

http://adnews.com.br/negocios/relatorio-aponta-que-pagamento-mobile-do-starbucks-e-o-app-mais-popular-do-mundo.html