Sam’s Club lança app com funcionalidade inédita no varejo brasileiro

sam's

O Sam’s Club, clube de compras do Walmart, anuncia o lançamento de um aplicativo com funcionalidades que prometem agilizar o processo de compras. Pelo menos de quem é sócio da rede. O app pode ser baixado em Android e iOS.

A ferramenta já está disponível oficialmente na loja de Tamboré (SP), onde também foi realizado o teste piloto. Ao todo foram mais de 6,2 mil downloads efetuados. A marca também constatou que quem utilizou o aplicativo para realizar suas compras registrou um aumento de duplo dígito no ticket médio em relação ao modelo tradicional de atendimento.

A novidade está ativa para clientes das unidades de todo o estado de São Paulo e, a partir do segundo semestre, irá para as lojas Sam’s Club de todo Brasil.

“Estamos disponibilizando aos nossos sócios um pacote de serviços digitais gratuitos que vão transformar o modo como se relacionam e interagem conosco que aliam praticidade, agilidade e facilidade em todas as etapas de compra”, explica Rodrigo Novelli, diretor de Marketing e Membership do Sam’s Club Brasil.

O aplicativo reúne quatro funcionalidades, sendo uma delas, a denominada Click&Go, inédita no Brasil. Com essa tecnologia, os sócios do clube escaneiam pelo smartphone os códigos de barras dos produtos adicionados ao carrinho. Na sequência, clicam em “Finalizar” para que seja exibido na tela do celular o código de barras com a identificação do usuário e o valor total da compra, o qual deve ser apresentado no caixa reservado para atendimento ao usuário do aplicativo para a realização do pagamento. Para que o recurso funcione, o Wi-Fi e o GPS do dispositivo precisam estar ativos. E o cadastramento no aplicativo e o preenchimento do número de membership também são necessários.

O aplicativo do Sam’s Club Brasil também informa com serviço de geolocalização a unidade mais próxima de onde o cliente se encontra, permite a consulta de preço de produtos na loja por leitura de código de barras e possibilita o acesso ao canal para se tornar sócio do clube de compras. Futuramente, o app ganhará duas novas funcionalidades: campanhas personalizadas de push, para comunicação de ofertas exclusivas e da preferência de cada usuário, e lista de compras sugerida baseada na recorrência e nos hábitos de consumo dos associados.

http://adnews.com.br/tecnologia/sams-club-lanca-app-com-funcionalidade-inedita-no-varejo-brasileiro.html

Quer saber como a Gol utiliza a inovação em seus projetos?

21 de Junho de 2017  

Recentemente a Gol lançou uma ferramenta que permite fazer o check-in através da biometria de reconhecimento facial.  A empresa, afiada na aliança entre tecnologia, inovação e mobile, baseia suas ações na otimização do tempo dos seus clientes, utilizando Big Data para cruzar dados e assim gerar serviços com relevância, funcionalidade e que acrescentem algo bom na experiência do consumidor. O Adnews conversou com Lilian Santos Faria, gerente de marketing digital e e-commerce da Gol sobre onde a empresa tem seus pilares e qual seu foco para o futuro.

A inovação faz parte da cultura da empresa, que não tem um setor específico para demandas do tipo: “A gol tem inovação no DNA. A gente trabalha num modelo de colaboração entre áreas, onde independente da sua natureza, qualquer ideia que traga valor para o cliente será ouvida e desenvolvida pelo departamento que pode geri-la”, afirma Lilian, que completa: “Inovação tem que ter funcionalidade. Se não tiver relevância para o cliente, não há motivo para ir adiante. A gente atende a uma necessidade do cliente aliando a questão da relevância e funcionalidade”.

O conhecimento existente e disponível no mercado é utilizado na busca de parcerias, mas a criação fica dentro de casa mesmo. A gerente cita a produção da ferramenta “Trânsito até o aeroporto”, serviço todo desenvolvido internamente pela equipe de TI, que utiliza a geolocalização (proveniente da parceria com o Google) para enviar ao cliente, antes da viagem e enquanto estiver no caminho, orientações que vão indicar o tempo estimado para o deslocamento até o aeroporto, considerando o trânsito da região onde ele estiver. Informações como, se o cliente chegará a tempo do embarque ou ainda se pode antecipar ou adiar a viagem, de acordo com sua necessidade, são disponibilizadas. O serviço é gratuito e está disponível para smartphones com sistema iOS e para modelos Android.

Faria comentou sobre o uso consciente da tecnologia, base desde a operação até a comunicação da empresa, ainda que seja algo que “mude constantemente”, afinal “o número de aparelhos de telefone ultrapassa o de pessoas”, o que leva a Gol a focar prioritariamente na sua frente de mobile pelos próximos anos.

A empresa trabalha constantemente em projetos de evolução dos canais de atendimento, seja ele auto ou não – site, app, tablet, novas redes sociais, a experiência no momento do aeroporto, até o próprio atendimento humano, de modo que agreguem valor: “O desejo é que a experiência de viagem do cliente seja excelente e escolhida por ele”.

A experiência do cliente também é citada na utilização do Wi-Fi. A companhia aérea é a primeira a ter a funcionalidade nos vôos.  Atualmente são 39 aeronaves com o sistema, do mais moderno, via satélite. “Além do entretenimento clássico oferecido, o intuito é que o cliente possa escolher como ele quer passar o tempo no vôo e o wifi é fundamental para isso”, garante Lilian.

http://adnews.com.br/negocios/quer-saber-como-gol-utiliza-inovacao-em-seus-projetos.html

Google lança ferramenta para encontrar amigos em multidões

 

23 de Março de 2017  

google maps achar amigos

Luiz André Barroso, vice-presidente de engenharia para as plataformas de geolocalização (como a “Busca” do Google e Google Maps), anunciou, durante um evento da empresa em São Paulo, o lançamento, em nível global, de uma ferramenta desenvolvida para encontrar amigos em multidões.

Basicamente, funcionará assim: ao clicar em um botão na aba do Google Maps, o usuário poderá escolher um contato para compartilhar sua localização. À medida em que a pessoa se desloca, a atualização é feita automaticamente no mapa do aplicativo do destinatário. A novidade evita, por exemplo, que durante o deslocamento a pessoa tenha que enviar seguidas mensagens informando onde está. O destinatário também poderá enviar a sua localização e assim um mapa é gerado, onde os deslocamentos dos dois usuários serão atualizados em tempo real.

Segundo Barroso, a ferramenta será útil também para que duas pessoas se encontrem no meio de uma multidão. O vice-presidente também divulgou que o Brasil é o laboratório de outro experimento do Maps, antes do lançamento em escala global: trata-se de uma ferramenta chamada “Meu Negócio”, que permitirá a pequenas empresas sem páginas na internet serem listadas nos mapas e nas buscas da companhia.

O Google criou uma ferramenta para criação de página de internet otimizada para celular, voltada especialmente para pequenos negócios sem presença online. Depois do cadastro e da criação da página — que leva 10 minutos, segundo Barroso — o novo negócio passa a aparecer em buscas e no Maps. A fase de testes envolve 50 mil pequenos negócios no Brasil, segundo o Google

http://adnews.com.br/tecnologia/google-lanca-ferramenta-para-encontrar-amigos-em-multidoes.html

Tudo que você precisa saber sobre os lançamentos do Google

Nesta quinta-feira, o Google I/O 2015, conferência para desenvolvedores realizada em San Francisco, nos Estados Unidos, foi palco para inúmeros lançamentos do Google.

Entre as atualizações, algumas já aguardadas pelo público, estão novidades que prometem facilitar a vida de muita gente, como o funcionamento do Google Maps no modo off-line. Muitas delas estarão hospedadas no Android M, próxima edição do sistema operacional, considerado como a mais potente até o momento.

Reunimos aqui algumas das novas ferramentas da gigante da internet que você precisa conhecer:

Maps e Youtube off-line

Como já foi falado, o Maps, uma das ferramentas mais funcionais do Google, passará a funcionar no modo off-line. Assim, será possível consultá-lo mesmo estando em lugares remotos aonde, muitas vezes, não há alcance da internet.

O mesmo serve para o Youtube. A plataforma funcionará como uma espécie de locação de vídeos. Isso significa que o usuário conectado poderá armazenar filmes e assisti-los, em até 48 horas, sem conexão com a internet.

O foco de ambos os recursos é tornar as ferramentas ainda mais acessíveis, especialmente em países em desenvolvimento, com difícil acesso e/ou conexão ruim.

Google Photos

O aplicativo irá organizar, editar e armazenar as fotos do usuário. Até aí nenhuma grande inovação. O fato é que a empresa garante que o espaço de armazenamento será ilimitado. Além disso, eles prometem não comprimir as imagens de até 16 megapixels e vídeos com até 1080p de resolução.

O app será um escape atraente para quem ainda não aderiu a nuvem. Isso porque conta com várias funções inteligentes, como a separação de imagens por pessoa através da detecção facial e geolocalização.

Economia de Bateria

Em sua nova versão, o Android ganha um modo inteligente de economia de bateria. Chamado Doze, o recurso utiliza detecção de movimento para colocar o celular em modo “soneca” sempre que o aparelho ficar estático por um longo período.

Segundo o Google, o Doze garante até duas vezes mais bateria. E o melhor: mesmo “dormindo”, o aparelho será capaz de disparar alarmes e receber notificações de contatos categorizados como favoritos.

App para Internet das Coisas

Como já falamos na semana passada, o Google já está pronto para se aventurar na “Internet das Coisas”.

Criado por engenheiros do Chrome OS, do Nest e de alguns outros setores da empresa, o Brillo possui todos os suportes do Android, incluindo Wi-fi e Bluetooth. Segundo a companhia, trata-se de um sistema simples, seguro e com possibilidade de suporte a diversos dispositivos, como lâmpadas e fechaduras inteligentes.

Pagamento Móvel

Nomeado como Android Pay, a função estará disponível no Android M como uma solução de pagamento móvel.

Entre as características está o suporte de leitor de impressão digital, que permitirá o uso da digital do usuário para efetuar uma compra. A plataforma também realizará compras ou pagamentos vinculados aos aplicativos bancários.

Parcerias

A Apple acaba de perder sua exclusividade sobre a HBO Now. O Google anunciou a chegada do serviço streaming ao Android. Isso permitirá que os usuários assistam programas produzidos pelo grupo, como Game Of Thrones e True Detective.

Já a parceria com a GoPro vai resultar inovações na forma de captar vídeos. Com o Jump será possível criar vídeos em 3D, através de câmeras com tecnologia para gerar imagens em terceira dimensão. A plataforma também possibilitará o compartilhamento deste conteúdo.

Óculos de realidade virtual

Parece que a democratização de suas tecnologias é a nova filosofia do Google. Com o objetivo de tornar o Cardboard, suporte de papelão que vira um “óculos” de realidade virtual, acessível a todos, foi apresentado uma nova versão do equipamento, mais simples e fácil de montar.

Além disso, foi anunciado o Expedition, um kit de Cardboards direcionada para o meio educacional. Os equipamentos permitirão que os alunos possam conhecer diversos lugares do mundo através da realidade virtual. As imagens serão controladas pelo professor por um tablet.

Redação Adnews – 29 de maio de 2015 · Atualizado às 16h34

http://www.adnews.com.br/tecnologia/tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-os-lancamentos-do-google

“Mãozinha” do Google dá o empurrão definitivo ao mobile marketing

À parte do clima de terror instaurado pela imprensa mundial nas últimas semanas sobre a nova atualização do algoritmo do Google, o fato é que mais uma vez o gigante mundial de buscas dá um empurrão certeiro no mercado: quem não se adaptou às estratégias digitais no mobile terá que fazê-lo. Claro que tudo começa com um bom site, mas isso é apenas a ponta do iceberg.

Alardeado como a promessa de um marketing cada vez mais personalizado, em tempo real, e que revolucionaria as estratégias com as tecnologias que permitem o geotargeting e o contato por proximidade, o mobile marketing ainda caminha acanhado no Brasil. Grandes empresas investem em campanhas mais voltadas para o branding e para o engajamento de marca, e o Google (sim, ele novamente!), acabou se antecipando com a geolocalização dos anúncios do Adwords. Agora, feliz ou infelizmente, o mobile terá que voltar à pauta.

E, acredite, não é por falta de adoção da tecnologia. Segundo o IDC, a venda de smartphones no Brasil subiu 55% em 2014, o que representou 54,5 milhões de unidades vendidas. Modelos a preços competitivos conseguiram ganhar seu espaço, mesmo em vista de um cenário econômico pouco favorável, que vem se arrastando desde o ano passado.

O problema não é a adoção da tecnologia por parte do usuário, e tampouco é a potencialidade dos dispositivos que ele tem nas mãos. A questão é que as empresas brasileiras ainda exploram pouco esse universo, preferindo adaptar estratégias digitais para outras telas, ou até mesmo do offline, para o mobile. Mais do que branding, o mobile é muito relevante para vendas, quando aliado à geolocalização e à oferta personalizada de produtos e serviços, com base na referência geográfica do consumidor.

Quem está se adiantando frente a esse mercado são as empresas de tecnologia, como o Google, que utilizam a geolocalização como um fator de importância para o anunciante, e startups, como o Waze, que uniu a prestação de um serviço para o usuário – o de localização – com a oferta de produtos e serviços relacionados ao trajeto. Outros já cruzam dados de deslocamento e histórico de compras para oferecer ofertas relacionadas ao cliente. O problema, talvez, é que algumas dessas iniciativas sejam mais invasivas do que engajadoras, e gerem mais uma experiência ruim do que uma oportunidade de venda.

Com o passo que o Google dá ao eleger o mobile como a próxima peça a ser movida no jogo das buscas, fatalmente as empresas terão que lançar um novo olhar sobre suas estratégias para a terceira tela.

Artigo de Reinaldo Gregori, CEO da Cognatis Geomarketing

21 de maio de 2015 · Atualizado às 10h42 –

http://www.adnews.com.br/artigos/maozinha-do-google-da-o-empurrao-definitivo-ao-mobile-marketing

3 tendências móveis importantes para as empresas em 2015

3 tendências móveis importantes para as empresas em 2015

“Não somos mais uma sociedade onde os dispositivos móveis são primordiais, mas sim únicos”. Essa frase de Larry Page, CEO do Google, resume uma das maiores transformações sociais das últimas décadas, algo que mudou para sempre a nossa relação com a tecnologia, o nosso ambiente e as marcas. De acordo com a GSMA Intelligence, a quantidade de conexões móveis já superou a população mundial e o tráfego na Internet de dispositivos móveis chegou a 38% do nível global e continua aumentando. Em 2015, o consumo de conteúdo na Internet por meio de dispositivos móveis vai superar o de desktop na América Latina. Em sintonia com essa realidade, identificamos três tendências móveis e de marketing digital que acreditamos serem oportunidades evidentes para as empresas e anunciantes.

1. Serviços e aplicativos criados apenas para dispositivos móveis. A primeira geração de apps concentrou-se nos jogos, enquanto que a segunda geração tinha, como objetivo principal, a mobilização de serviços de comércio eletrônico, reservas e conteúdo. A terceira geração se caracteriza por considerar e aproveitar as capacidades exclusivas dos dispositivos móveis, como a geolocalização, câmera, pagamentos e etc. Um exemplo evidente são serviços como Uber e 99Taxis.

O usuário móvel exige cada vez mais uma melhor e mais inteligente experiência. Um bom exemplo são os varejistas nos EUA, como a Urban Outfitters, que usam a geolocalização para fornecer ofertas-relâmpago por meio do seu app enquanto os consumidores estão em suas lojas.

2. Programas de fidelidade e pagamentos por dispositivos móveis. Conforme um estudo da revista CMO, 80% dos benefícios futuros da sua empresa virão de 20% dos seus consumidores atuais e, de acordo com o Thomson Group, as empresas precisam investir 6 vezes mais para conseguir um novo cliente do que para vender ao que já é fiel à marca. Por isso, as estratégias móveis se tornaram a ferramenta ideal para as marcas oferecerem valor agregado e gerarem maior participação e preferência dos consumidores de uma determinada marca.

Embora os pagamentos por dispositivos móveis não sejam novidade, 2015 será o ano em que esse recurso terá um crescimento exponencial. Os consumidores estarão mais propensos a usar seus celulares para o pagamento de serviços e produtos. Nos EUA,, a Starbucks é um grande exemplo de empresa que possui vasta experiência nessa área, oferecendo comodidade nas transações por dispositivos móveis como parte essencial de seu programa de fidelidade.

3. Internet em tudo. Até o momento, apenas vimos alguns exemplos de aparelhos cotidianos “inteligentes” conectados à Internet para oferecer funções adicionais, porém, a previsão é de que neste ano vamos testemunhar a massificação dessa tecnologia. O primeiro passo foi dado. Atualmente, são várias as marcas produzindo relógios inteligentes como parte da tendência dos “wearables”, ou seja, dispositivos móveis para usar como acessórios de vestuário. Esses dispositivos móveis vão servir como controle remoto para outros aparelhos inteligentes conectados à Internet, ajudando a consolidar essa tecnologia. Quase qualquer objeto de uso cotidiano pode vir a se tornar em um aparelho inteligente, desde o termostato de calefação até a cafeteira ou geladeira.

Tudo isso, unido ao mundo de multitelas em que vivemos, como computador, celular, tablet, TV inteligente, exige que as marcas se adaptem e aproveitem a grande quantidade de oportunidades criadas por esse universo multicanal. Portanto, a criação de estratégias digitais bem sucedidas vai depender principalmente da compreensão e mensuração do novo público permanentemente conectado à Internet. Essas são algumas dicas para que as marcas comecem a participar dessa revolução digital móvel:

1. Certifique-se de que seu site oferece uma boa experiência em qualquer tipo de tela. Apps são cada vez mais importantes mas sites mobile também são. Muitas vezes, seus novos consumidores vão ter a primeira experiência com sua marca através de um site. Surpreenda e ofereça uma excelente experiência. Se sua empresa ainda não tem um site, tudo bem. Este é o momento ideal para criar um! Para isso, a constante inovação e experimentação são essenciais. Recomendamos consultar o nosso artigo (em inglês) sobre como criar sites móveis para o consumidor multitelas.

2. Aproveite as tendências móveis para estimular a participação e fidelidade dos seus consumidores. Inclua serviços, conteúdos e ferramentas que permitam aos seus visitantes ter uma experiência personalizada, que os ajude a conhecer melhor a sua oferta e obter o serviço ou produto de que precisam. No nosso artigo “Made for Mobile: The Creative Shortlist” (em inglês) é possível encontrar uma lista de dicas que podem ser úteis para aproveitar as ofertas do mundo móvel, além de alguns exemplos de ideias bem sucedidas.

3. Foco na experiência móvel. Várias marcas criam apps como o principal ponto de contato com o seu público por meio do celular ou tablet. Porém, acreditamos que é mais importante focar-se primeiro em oferecer uma boa experiência móvel a partir do seu site, para depois se aventurar no mundo dos aplicativos. Estudos recentes, como este realizado por Ipsos Media CT e Sterling Brands para a Google (em inglês), comprovam que cada vez mais os consumidores usam seus dispositivos móveis nas lojas para melhorar sua experiência comercial. Em outras palavras, além de usar os recursos de comércio eletrônico, também usam seus celulares e tablets para tomar decisões de compra conscientes, por exemplo: consultando a descrição detalhada de um produto, os comentários de outros consumidores, comparando preços, etc., na própria loja. Portanto, oferecer uma experiência móvel fácil de usar, rápida e segura pode tornar os dispositivos móveis dos seus consumidores, os melhores consultores de vendas para o seu negócio.

Seu público está lá fora e alcançá-lo agora é mais fácil do que nunca, em qualquer momento e local por meio das telas dos dispositivos móveis. Então, não perca mais tempo, este é o ano ideal para começar a reforçar a sua campanha digital móvel e estar presente nas telas dos celulares e tablets dos seus consumidores.

POR MICHEL SCIAMA, head de Produtos e Soluções Google para a América Latina

17/04/2015

http://www.proxxima.com.br/home/mobile/2015/04/17/3-tendencias-moveis-importantes-para-as-empresas-em-2015–.html